Juiz eleitoral suspende pesquisa da MT Dados que aponta Kalil Baracat na frente

Juiz eleitoral suspende pesquisa da MT Dados sobre Kalil Baracat devido a irregularidades. Multa de R$ 3.000,00 por descumprimento e decisão fundamentada na Resolução TSE nº 23.600/2019 .

· 1 minuto de leitura
Juiz eleitoral suspende pesquisa da MT Dados que aponta Kalil Baracat na frente
Foto: Edilson Rodrigues - Decisão aponta irregularidades e multa por descumprimento.

Uma decisão judicial da 20ª Zona Eleitoral de Várzea Grande, Mato Grosso, determinou nesta quinta-feira (04/07/2024) a suspensão imediata da divulgação de uma pesquisa eleitoral da MT Dados. A pesquisa apontava ampla vantagem do atual prefeito, Kalil Baracat (MDB), na disputa pela prefeitura. O juiz Carlos Roberto Barros de Campos atendeu ao pedido do Partido Liberal (PL), que alegou irregularidades no registro da pesquisa, como falta de informações sobre o número de entrevistados por setor censitário e delimitação incorreta da abrangência geográfica.

A pesquisa, registrada sob o número MT-06052/2024, mostrava Kalil Baracat com 56% das intenções de voto na modalidade estimulada, seguido por Flávia Moretti (PL) com 11%, Leilane Borges (PT) e Milton Dantas (PSOL), ambos com 2%. O juiz fundamentou a decisão nos artigos 2º e 16 da Resolução TSE nº 23.600/2019, considerando as irregularidades suficientes para a suspensão. Ele impôs uma multa diária de R$ 3.000,00 para quem não cumprir a ordem no prazo de 12 horas após a notificação.

A pesquisa, realizada entre 21 e 24 de junho com 858 entrevistados, também revelou um alto índice de desconhecimento das candidatas da oposição. Flávia Moretti (PL) e Leilane Borges (PT) eram desconhecidas por 53% e 63% dos entrevistados, respectivamente.

A decisão judicial destaca a importância da conformidade com as regulamentações eleitorais no processo de realização e divulgação de pesquisas de intenção de voto, servindo como um alerta para institutos de pesquisa e partidos políticos sobre a necessidade de aderir estritamente às normas estabelecidas pelo Tribunal Superior Eleitoral. A empresa MT Dados tem dois dias para apresentar sua defesa, enquanto a suspensão dos resultados permanece, potencialmente impactando a dinâmica da corrida eleitoral em Várzea Grande .